domingo, 7 de abril de 2013

(...) Deixa tudo que eu não disse mas você sabia. Deixa o que você calou e eu tanto precisava. Deixa o que era inexistente e eu pensei que havia. Deixa tudo o que eu pedia mas pensei que dava.

  Descendo das nuvens...


O coração pulsava, pulsava...
Dentro dele tantas coisas guardadas
lembranças, emoções
Daí a "confusão" de sentimentos...
Sentir,sentir, sentir...
"Confundir", normal
Perdurar , insano!
Fato. Ninguém entra na nossa vida por acaso
entra por algum motivo, por uma força maior
Lições que precisamos aprender...
Acho que tinha que ser você,
Pra me fazer descobrir o sentido do amor
Fazer poesia da dor, da beleza da flor...
Num dia frio te raptei ,remontei a história vivida e imaginária
Imaginei-te tão menino e tão meu...
Mas a confusão entorpece o pensamento
Por isso, desci das nuvens
Já  não olho mais  pro céu e te enxergo nas estrelas
Tenho os pés firmes no chão
De novo é outono,predominam os tons castanhos,
folhas secas caídas no chão...