domingo, 4 de dezembro de 2011

Parte XX "Ousar é o verbo. Coragem o substantivo."

Segundo o dicionário.
Significado de Transgressão:
Transgredir as regras.
Fazer algo errado, fora da lei, desobedecer, violar, ...
Partindo do princípio de que a regra vale para o grupo,
mas nunca se encaixará 100% para o indivíduo;
diria que Íxia não "transgrediu"; apenas "ousou"...
"Ousar é o verbo. Coragem o substantivo."

A Romaria estava marcada. Sairia na sexta .
Tinha pouco tempo para convencer os pais...
Pensou. Pensou.
O argumento mais convincente seria mesmo uma "promessa".
Afinal, não se podia quebrar uma promessa...
O convencimento veio, não sem "esforço"...
Tudo acertado. Ela iria!.
Pra onde? Pra cidade onde morava o seu "amor"!
Estava ansiosa.
Não dava nem pra fazer planos.
Nem imaginava como seria.
Só tinha certeza de uma coisa: Ela o viria!
Ah sim! Daria um jeito de encontrá-lo...
O ônibus partiu cedo.
D, Hera deixou Íxia se ajeitar na janela.
Mãe tem dessas coisas.
Sabia que a filha gostava de olhar a paisagem...
A viagem foi tranquila embora demorada.
Se acomodaram num hotel bem simplesm mas tranquilo e aconchegante.
Ficaram em quatro.
D. Hera, Íxia, D Hortencia e sua filha Zinia
.
Ficaram amigas.
A diferença de idade entre elas era pequena. Três ou quatro anos mais ou menos.
Conversaram durante horas antes de dormir. Conceição ouvia-a atentamente.
Ixia era uma menina espontãnea,muito humana, alegre e divertida.
Sabia cativar as pessoas.
O distante agora parecia mais próximo com uma "aliada"
Durante o sábado participou de toda programação com D Hera e o resto do pessoal da Romaria
Estava feliz. Chegara a noite e olhando pro céu a
gradecia a Deus o dia.
Agradecia a oportunidade de estar alí e se adiantava ao pedido de "perdão"
Sairia logo ao amanhecer e sem dizer nada.Tampouco a D Hera
Justificava-se com Deus:
"Se eu disser Senhor, nada feito. Todo esse esforço irá agua abaixo"
Jamais D hera a deixaria ir. Só tinha dezesseis anos, não conhecia nada por ali.
Sabe-se lá o que encontraria. Até porque não era razoavel uma moça ir atrás de um rapaz."
Esta seria a justificativa de D hera para não permitir que fosse..
Estava decidida. Pra ela, os fins com certeza justificavam os meios...

Por instantes, para e contempla o horizonte
As estrelas tomam lugar no céu, os pequeninos pontos de luz mostram sua beleza
inspiração para um coração apaixonado...
Faltava uma "dormida" apenas e ela estaria frente a frente com seu amor.
A expectativa era tão grande que lhe tirava o sono...
Sentia-se como uma
lagarta.
Pela primeira vez abandonava o "casulo"
Começava a alcançar o status de "borboleta;"
Era preciso ter coragem de rompê-lo e voar...
Não era assim tão simples pra Ixia, ao contrário,
era um momento crítico marcado por uma sensação de sufocamento;
Mas era uma causa justa pensava.
Simplesmente "amor".
Postar um comentário