sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Parte V "Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito..."


Vivaz Começava a se abrir para o mundo.
Surgia dentro de si uma nova maneira de pensar e aprender;

de construir suas relações sociais com outras crianças e adultos.
Caçula, única menina entre três irmãos;
os holofotes eram todos direcionados
a ela; sem contar,
que o Tio, a enchia de mimos e atenções;
o que de certa forma
tornava-a em alguns momentos mimada e controladora.
Tinha dificuldade de receber "não".
Mas tinha uma essência linda, era generosa, amiga, confidente,
solidária, espirituosa e muito afetuosa;

Mais interesante é que sem se dar conta já estava começando a amadurecer
vivenciando a possibilidade de pensar refletindo e se organizando internamente
para aprender aquilo que precisava aprender.
Abrindo a janela do seu coração para receber o novo.
Íxia e Vivaz tinham um mundo inteiro a sua volta para surpreendê-las a todo instante;
Bastava entrar sem medo no imaginário, flutuar nas asas do pensamento...
Passavam longas horas conversando.
Eram irmãs de coração e afeto.

Faziam traquinagens como toda garota normal.
Algumas vezes riam de coisas bobas, como entrar na mercearia, pedir linha verde
e sair morrendo de rir pedindo ao vendedor para deixá-la amadurecer.
Pegavam chuva (sem querer querendo) e quando chegavam diziam a Dona Iris que foram surpreendidas pela chuva.
Trés ou quatro vezes por dia compravam picolé só pra ver os primos de Flor de Liz.
e foi exatamente numa dessas idas e vindas na sorveteria que Vivaz acabou sujando
a calça branca de Íxia. Ficaram brigadas por toda a tarde; Vivaz com toda razão.
Íxia tinha sido completamente ríspida e sem noção...
Não demorou muito e Íxia pediu desculpas a amiga.
Uma característica positiva de Íxia. Reconhecer seu erro.
Dentro de Íxia ainda que menina a compreensão de que haveria de se ter
cumplicidade e generosidade...
Erros? Ela sabia. Não errar nunca; desumano impossível...
Nesta mesna tarde voltaram a sorveteria...
E foi o máximo!
Ixia ganhou um picolé de creme de ovos.
Lirio pela primeira vez olhou-a nos olhos e lhe disse:
- Um picolé pra menina mais interessante que eu já conheci .
Não disse nada. Também não precisava. Teus olhos disseram...
Postar um comentário