terça-feira, 20 de setembro de 2011

“Sou um móbile solto no furacão. Qualquer calmaria me dá… solidão.”

Escrever organiza o meu pensamento,
abranda o meu coração
Aperta o botão "STOP"nesse meu jeito agitado...

Tenho a sensação de quando me lê
rí desse jeito meu simples e espontãneo...
Um dia ainda vou aprender a escrever
por enquanto eu só rabisco...
Nesses rabiscos
sinto que já disse tudo
E tudo é tão pouco, tão repetitivo...
Talvez resta-me não mais dizer nada;
Sentir apenas...
Apenas?


"...Carrego dentro de mim dois corações

Um é um tufão... o outro é calmaria
Um encara a realidade
o outro vive de poesia..."
(Regina Xavier)
Postar um comentário