quarta-feira, 22 de junho de 2011

Talvez seja isso...

Interroga-me o ser que mora "em mim"
-Feliz?
-Sim!
Apenas essa dor fina,
esse desiquilibrio que me fadiga...

" Senhor da-me a direção, vem e me abraça, sei que tu, sim tu, estarás sempre comigo..."

"Se é verdade que nos habituamos à dor, como é que, com o andar dos anos, sofremos cada vez mais?"

O mal?
"O mal é a incapacidade de imaginar os sentimentos do outro e de os sentir como se pudéssemos ser nós."
E na primeira oportunidade "atirar pedras"...
Postar um comentário