domingo, 5 de setembro de 2010

"Se as coisas são inatingíveis... ora! Não é motivo para não querê-las... Que tristes os caminhos se não fora A mágica presença das estrelas!"


"Toda noite uma estrela morre e renasce no sonho de uma menina..."
Dizem que é a estrela do amor oculto
As vezes se arrisca, fica tão perto...
Outras vezes se esconde entre as nuvens...
Seu brilho é tão intenso que ilumina a alma...
...................................................................................................

"Onde se oculta o amor oculto?
Nas franjas do mar?
Na cortina dos cabelos?
Faz bem à alma tocar ou simplesmente vê-lo...
O amor oculto tem um sorriso que lembra sons de flauta e de guizos.
Percorre caminhos, trilhas, ama a natureza e é livre, solto
Como me surge esse amor oculto? De que jeito?
Surge, sem pedir licença, nas minhas horas matinais.
E permanece pela tarde, pela noite...
O amor oculto é tranqüilo, discreto,
se esconde em montanhas,
se perde na neblina, mas seu sorriso permanece e ilumina...
O amor oculto emerge de crateras, quimeras, vestido de luz.
Faz questão de não ser, não estar, não vir à tona..."
http://sandraporteous.blogspot.com/?expref=next-blog

Postar um comentário