sábado, 8 de maio de 2010


Hoje,
Não quero rosas
Não quero o toque
O desejo,
o beijo,
o afago...
Não quero palavras,
murmúrios
ruidos
fluidos...
Quero estar só...
em meu silêncio
Se eu chorar?
talvez um lenço...
Desculpe-me,
Como posso hoje
cuidar de ti

Se não consigo cuidar de mim?
Postar um comentário