sexta-feira, 14 de maio de 2010

Casamento....


Na nossa história de casamento devemos aprender olhar através das imperfeições do(a) esposo(a)...olhar através dos erros cometidos, além dos limites que são humanos. Acho que é como se tentássemos nos apaixonar de novo todos os dias, procurar mais nos reencantar com as qualidades e menos nos ressentir com as falhas do outro. Acredito que isso deve ser o verdadeiro amor: um “exercício de descobrir o que o outro tem de mais lindo, mas também de mais vergonhoso. Amores perfeitos só existem nas projeções. Ou nos jardins...”
(Pe Fábio).
Postar um comentário