quinta-feira, 29 de abril de 2010

Nossa paciência alcançará mais que nossa força. Edmund Burke


Paciência,
Segundo a Wikipédia, a enciclopédia livre:
Virtude de manter um controle emocional equilibrado, sem perder a calma, ao longo do tempo.
Segundo o Dicionário Houais da lingua Portuguesa :
Virtude que consiste em suportar os dissabores e infelicidades; resignação
Capacidade de persistir numa atividade difícil, suportando incômodos e dificuldades; constância, perseverança
Segundo o Dicionário do Aurélio da Ling. Portuguesa: Virtude que faz suportar comresignação a maldade, as injúrias, as importunações etc. / Perseverança, constância
.
.............................................................................
Sofremos a dor da impaciência.
Não temos paciência de esperar o amadurecimento natural de nossas emoções.
Algo não vai bem "dentro de nós,"
Nossa intuição nos diz.

Mesmo em silêncio, nossa alma "GRITA".
Muito difícil compreender e transformar essas emoções.
A verdade é que não admitimos,
perdemos a habilidade de lidar com "esse tempo" e "essas emoções" .
Há um desgaste emocional que compromete toda nossa estrutura física e mental.

Ando-me "questionando" sobre minha "paciência".
Não tenho certeza de que desse "suposto autocontrole";
quem sabe seja a capacidade que tenho de reprimir os meus sentimentos.

Covardia?
Afirmação forte demais.
Prefiro acreditar que são valores aprendidos durante toda uma vida;
Família, igreja, escola...
Fico lembrando uma amiga da faculdade que me dizia que eu tinha vocação pra engolir sapos.
Talvez eu faça isso mesmo de vez em quando.
Mas nestes últimos dias, admito! Não ando tendo muita paciência...
Tá difícil esperar os frutos...

"Autocontrole advém do autoconhecimento. Uma vez que soubermos reconhecer nossos limites, seremos capazes de não perder o controle simplesmente por respeitá-los. "
Postar um comentário