terça-feira, 9 de março de 2010

Esta poesia eu fiz em homenagem a uma amiga muito
especial..

.

As vezes nos sentimos como uma lagarta
e o casulo é o refúgio...
Mas temos a compreensão de que
podemos nos transformar em borboleta...
Voar...voar...voar,,,
Postar um comentário